NEWS CUIABÁ
Últimas Notícias Mato Grosso Política Artigos Esportes Economia Variedades Meio Ambiente Brasil Mundo

/ Mato Grosso

09/11/2018 - 13h33
Imprimir

Programa Inspirar, da Unimed Cuiabá, conclui 11ª turma

Fonte: ASSESSORIA
A+ A-
Foto: REPRODUÇÃO

Fumante desde os nove anos de idade, seu Nelson da Silva, hoje com 66, não conseguia dizer ao certo como foi que entrou para as estatísticas de dependentes de nicotina. “Acho que foi influência da rua. Quando eu vi, estava fumando, totalmente viciado e sem nenhuma condição de parar”, conta.

O vício só piorou com a chegada da idade adulta, quando trabalhou em uma fábrica de cigarros como vendedor e ganhava de presente, todos os meses, trinta carteiras. A quantidade já não era mais suficiente e Nelson passou a comprar mais dois ou três pacotes de colegas.

De acordo com o comerciante, até o dia 11 julho deste ano costumava fumar 100 cigarros por dia. “Às vezes passava dos 120”, ressaltou. A data, que ele tem na ponta da língua, marca o primeiro encontro do Grupo 11 do Inspirar.

“Depois da primeira reunião, eu passei a fumar um cigarro a cada doze minutos. Tenho orgulho em dizer que não faltei nenhuma vez, porque eu tenho uma vontade muito grande de largar. Eu fiquei sabendo do programa pela minha filha que mora em Primavera do Leste e me enviou um link da Unimed. Eu entrei em contato, liguei várias vezes, porque tinha que esperar abrir um novo grupo. Já tentei outras vezes, com psiquiatra e diversos especialistas, mas nunca consegui nem diminuir a quantidade de cigarros. Hoje, eu fumo apenas oito por dia”.

O maior incentivo para ele tentar deixar o tabagismo veio do neto de apenas um ano e meio de idade. Foi o pequeno quem motivou o comerciante a se inscrever no programa Inspirar, da Unimed Cuiabá. A iniciativa de auxiliar os beneficiários a abandonarem o vício em cigarros é coordenada pelo Viver Bem, núcleo de medicina preventiva da Cooperativa.

Lançado em maio de 2017, o Inspirar já ajudou 66 pessoas a pararem totalmente de fumar e 21 a reduzirem significativamente o consumo do tabaco, como é o caso de seu Nelson.

 

_DSC0053
De acordo com a Dra. Sofia Adélia Bernardo da Silva, uma das médicas que integram a equipe do programa, deixar de fumar pode, inclusive, aumentar o tempo de vida dos pacientes. “Em média, a expectativa de vida de uma pessoa aumenta em dez anos a partir do momento em que ela para de fumar”, disse.

A médica pontuou, ainda, a importância do trabalho com as doenças preveníveis. “Nosso foco são doenças como hipertensão, diabetes, obesidade e tabagismo. Trabalhamos de uma forma multidisciplinar, estão presentes aqui médicos, enfermeiros, nutricionistas, educador físico, psicólogos, profissionais capacitados para ajudar esses pacientes”.

Além disso, as atividades desses profissionais incluem o monitoramento remoto, por meio de aplicativos de comunicação instantânea que possibilitam discussões em grupo.

“Hoje, as mídias sociais têm nos ajudado muito, o WhatsApp, por exemplo, foi um grande recurso utilizado. Este foi o primeiro grupo do Inspirar que nós fizemos neste molde, das reuniões e depois as consultas e monitoramento remoto”, disse a médica.

Os participantes do programa continuarão a ser monitorados nos próximos meses e aqueles que não conseguiram parar de fumar podem continuar no programa, a depender das vagas disponíveis nas turmas que serão formadas.

Mais informações sobre os programas de medicina preventiva da Unimed Cuiabá podem ser encontrados em www.unimed.coop.br/web/cuiaba-viver-bem ou pelo telefone 3612-8779. 

  Últimas

09/11/2018 - 13h33
Homem é assassinado dentro de casa enquanto dormia
09/11/2018 - 13h33
Polícia Federal cumpre mandados na Operação Data Leak
09/11/2018 - 13h33
Polícia Civil de Primavera do Leste e PRF apreendem 501 quilos de maconha em MS
09/11/2018 - 13h33
Paciente de clínica para dependentes químicos esfaqueia funcionário
09/11/2018 - 13h33
Mulher acusa vizinho de estuprar filha dela de 13 anos
© 2011 - Todos os direitos resevados a News Cuiabá
Fale conosco: contato@newscuiaba.com.br
JobDigital