NEWS CUIABÁ
Últimas Notícias Mato Grosso Política Artigos Esportes Economia Variedades Meio Ambiente Brasil Mundo

/ Mato Grosso

14/05/2018 - 13h54
Imprimir

SBCP alerta para pacientes para não se tornarem objetos de mercância

Fonte: Roberta de Cássia
A+ A-
Foto: REPRODUÇÃO


Após a morte da cuiabana Ediléia Daniele Ferreira Lira, de 33 anos, Daniele Buen, neste domingo(13) que passou por uma cirurgia plástica e teve uma parada cardíaca e não resistiu vindo a falecer, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Mato Grosso
Emitiu nota de alerta para que paciente não se tornem objetos de mercância.

A jovem estava operando pelo Programa Plástica para Todos que há pouco está atuando em Cuiabá em divulgação no Facebook, em que médicos de outros estados operam com parcelamento de até 12 vezes com a contratação do programa. “Reiteradamente a SBCP alerta a população para o risco da atuação de agentes intermediadores, em mídias sociais, e/ou planos financeiros para realização de cirurgias plásticas, fazendo de pacientes objetos de mercância, no interesse vil em detrimento de qualidade e segurança”, diz a nota da SBCP.

Daniele foi operada no Hospital Militar onde sofreu uma parada cardíaca e foi levada por UTI móvel para o Hospital Sotrauma, onde faleceu.

O Sotrauma se manifestou por meio de uma nota que a jovem apenas foi transferida para a UTI de lá onde foram feitos todos os procedimentos para socorrê-la, porém a cirurgia em si foi feita no Hospital Militar.

No caso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Mato Grosso, a nota é um alerta para que a segurança do paciente esteja acima de qualquer coisa.


NOTA A IMPRENSA

Considerando o lamentável incidente em procedimento cirúrgico envolvendo a Sra. D.B., ocorrido, segundo informações veiculadas na imprensa, em 14/05/2018, em Cuiabá-MT, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Mato Grosso, manifesta-se com o que segue:

Solidarizamo-nos com a família enlutada.

O entendimento e orientação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é pelo fiel cumprimento de normas e critérios científicos que maximizem a segurança do paciente. Reiteradamente a SBCP alerta a população para o risco da atuação de agentes intermediadores, em mídias sociais, e/ou planos financeiros para realização de cirurgias plásticas, fazendo de pacientes objetos de mercância, no interesse vil em detrimento de qualidade e segurança.

Entretanto, a análise da conduta profissional, dos fenômenos orgânicos da paciente, somados às condições estruturais na realização do procedimento elencado, é que trarão uma razão de juízo acerca de causas e efeitos de cada caso concreto. Para tanto, órgãos e autoridades oficiais, são investidos de poderes na emissão de pareceres técnicos fundamentados.

Tem-se por óbvio que qualquer pré-julgamento acerca de fatos não comprovados, se trata de mera especulação e exploração sensacionalista de um momento delicado como tal.

Não obstante, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, aguarda o pronunciamento conclusivo dos órgãos oficiais acerca dos fatos, para que possa se manifestar tecnicamente sobre o ocorrido e, agir no âmbito de suas funções.

Cuiabá, 14 de maio de 2018.


Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Mato Grosso

 

 

  Últimas

14/05/2018 - 13h54
Apostador de Primavera do Leste ganha mais de R$ 200 mil na Lotofácil
14/05/2018 - 13h54
Diretor de hospital faz alerta sobre situação dos filantrópicos a Fávaro
14/05/2018 - 13h54
Sargento da PM é morto em abordagem policial em Rondonópolis
14/05/2018 - 13h54
Polícia Civil cumpre prisão de autores de roubo a mão armada contra Coronel
14/05/2018 - 13h54
Associação Brasileira de Angus realiza reunião anual com o Grupo Leopoldino
© 2011 - Todos os direitos resevados a News Cuiabá
Fale conosco: contato@newscuiaba.com.br
JobDigital