NEWS CUIABÁ
Últimas Notícias Mato Grosso Política Artigos Esportes Economia Variedades Meio Ambiente Brasil Mundo

/ Economia

29/01/2018 - 17h47
Imprimir

Cooperativas oferecem taxas de juros mais baixas no Cheque Especial

Fonte: ASSESSORIA
A+ A-
Foto: REPRODUÇÃO

Juntamente com as taxas cobradas no rotativo dos cartões de crédito, os juros do cheque especial estão entre os maiores do mercado e podem se tornar uma grande dor de cabeça para os clientes que precisam utilizar esse tipo de empréstimo. Uma boa alternativa, neste caso, é buscar instituições financeiras que pratiquem juros menores, como no caso das cooperativas de crédito.

 

As cooperativas financeiras, na verdade, já vêm fazendo há bastante tempo o que os bancos decidiram fazer recentemente, pressionados pelo Governo Federal. Há uma grande preocupação com o aumento do endividamento da população e o Cheque Especial foi identificado como um dos grandes vilões, ao lado do rotativo dos cartões de crédito.

 

Para se ter uma ideia da grande diferença entre os bancos convencionais e as cooperativas, é só fazer uma comparação simples. Para pessoa física, a taxa média no Sicoob em novembro de 2017 foi de 6,7% a.m. e 117,7% a.a., enquanto que no Sistema Financeiro Nacional ficou em 12,8% a.m. e 323,7% a.a. Quer dizer, os bancos cobram o dobro do valor em relação às cooperativas do Sistema Sicoob.

 

Os juros para pessoa jurídica ofertados pelo Sicoob equivalem a um terço do valor cobrado pelo SFN, registrando 4,5% a.m. e 68,6 a.a. nas cooperativas do Sistema enquanto que no SFN a taxa cobrada foi de 13,1% a.m. e 339,9% a.a.

 

A prática de taxas inferiores sempre foi um dos diferencias das cooperativas financeiras. “As cooperativas se destacam ainda mais no atual cenário econômico com taxas que podem atingir até a metade do valor cobrado pelos bancos no cheque especial. Cabe ressaltar que o setor oferece ainda uma ampla linha de crédito com taxas mais baratas como alternativa para utilização do uso de cheque especial”, destaca Henrique Castilhano Vilares, presidente do Sicoob.

 

A oferta de taxas de juros mais baixas nas instituições financeiras cooperativas contribui diariamente para o trabalho do Banco Central do Brasil na Agenda BC+ que tem como objetivo revisar questões estruturais do BC e do Sistema Financeiro Nacional, gerando benefícios sustentáveis para a sociedade brasileira. 

  Últimas

29/01/2018 - 17h47
Movimento do Comércio sobe 0,2% em janeiro
29/01/2018 - 17h47
Relatório de Simone Tebet prorroga adesão ao Refis do Funrural
29/01/2018 - 17h47
PL reduz pela metade o ICMS dos carros populares para professores da educação básica
29/01/2018 - 17h47
Sicredi participa do projeto Acrimat em Ação e se aproxima mais dos pecuaristas
29/01/2018 - 17h47
Sicoob passa a ser a quinta maior rede de atendimento do país
© 2011 - Todos os direitos resevados a News Cuiabá
Fale conosco: contato@newscuiaba.com.br
JobDigital