NEWS CUIABÁ
Últimas Notícias Mato Grosso Política Artigos Esportes Economia Variedades Meio Ambiente Brasil Mundo

/ Economia

05/12/2017 - 13h27
Imprimir

Empresários reivindicam isonomia nos preços de provedores de Internet

Fonte: Luciane Mildenberger
A+ A-
Foto: REPRODUÇÃO

Empresários reivindicam isonomia nos preços de provedores de Internet

Empresários das telecomunicações de Mato Grosso se reuniram com representantes da Energisa para reivindicar isonomia no tratamento dos contratos de compartilhamento de infraestrutura, tendo como base a resolução conjunta Aneel/Anatel nº 4, de 16.12.2014. A reunião aconteceu na última sexta-feira (01.12), na sede da empresa, em Cuiabá, e foi intermediada pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat). Uma próxima reunião vai acontecer em janeiro de 2018, com data a ser marcada.

Na oportunidade, a Energisa divulgou a tabela de preços praticada e foi identificada uma grande diferença nos preços atualmente pagos pelas empresas presentes na reunião. Ficou acordado que, desde que não haja redução no faturamento atual da Energisa, a tabela será aplicada ajustando a quantidade atual de postes para uma nova quantidade equivalente à fatura paga pelo provedor de serviços de Internet (ISP).

Segundo o presidente da Facmat, Jonas Alves, também ficou definido que a Energisa fará um estudo nos contratos vigentes em Mato Grosso e construirá, em parceria com a Federação, uma nova tabela de preços para apresentação na reunião de janeiro. “É importante que a Energisa equacione esses valores e traga isonomia para os provedores do estado. A conectividade é fundamental para o crescimento de Mato Grosso, ou seja, quanto mais acesso à internet, maior também a possibilidade de crescimento da economia”, destacou.

Nesse sentido, completou o presidente, para que a Internet seja disseminada a mais pessoas, a atuação dos ISPs é de extrema importância, “principalmente porque promove o desenvolvimento econômico de regiões distantes dos grandes centros ao levar conexão de qualidade, muitas vezes, por fibra óptica”, completou o presidente da Facmat.

Para o empresário Jorge Luiz Roscete, de Rondonópolis, a isonomia nos contratos permite novos investimentos das empresas de telecomunicações e a melhoria dos serviços em todo o estado. Já Sidiney Gonçalves Neto, de Sinop, diz que o importante é a globalização da informação, que está estagnada por falta de investimentos de grandes operadoras, “considerando que a Internet se tornou essencial na vida das pessoas”, frisou.

Conforme o empresário Leandro Kessler, de Colíder, o setor quer beneficiar todas as empresas, por isso a importância da intermediação da Facmat. “O custo do poste para a ampliação das redes de atendimento aos usuários dificulta a melhoria dos serviços prestados. Com a revisão dos valores todas as empresas serão atendidas, e não apenas uma ou outra”, explica.

Para Josivaldo Guedes Carrara, empresário de Nova Santa Helena, a isonomia nos contratos beneficia pequenos provedores e prestadores de serviços que têm vontade de investir em infraestrutura de fibra ótica, mas se depara com o alto custo dos alugueis dos postes. “O empresário acaba recuando com os investimentos e benfeitorias”, conclui.

Os empresários foram atendidos na Energisa pelo gerente Corporativo Financeiro e Administrativo de Contratos, Ronne Peterson Amaral, além de Bruno Mendonça Ribeiro, responsável pelos contratos, e Cindy Gomes, da área de relacionamento da empresa.
 

  Últimas

05/12/2017 - 13h27
Empréstimo pessoal é a principal modalidade contratada via web, aponta pesquisa da Boa Vista
05/12/2017 - 13h27
Receita paga hoje o último lote do ano de restituição do Imposto de Renda
05/12/2017 - 13h27
Sicredi expande e chega ao Distrito de União do Norte
05/12/2017 - 13h27
Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em novembro, diz BOA VISTA
05/12/2017 - 13h27
Pesquisa mostra que Mato Grosso teve queda no volume de vendas
© 2011 - Todos os direitos resevados a News Cuiabá
Fale conosco: contato@newscuiaba.com.br
JobDigital