NEWS CUIABÁ
Últimas Notícias Mato Grosso Política Artigos Esportes Economia Variedades Meio Ambiente Brasil Mundo

/ Política

10/07/2018 - 18h17
Imprimir

TRE MT instala Gabinete de Gestão Integrada das Eleições

Fonte: ASSESSORIA
A+ A-
Foto: REPRODUÇÃO

Conclamando as instituições parceiras para o combate à corrupção eleitoral, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Márcio Vidal, instalou nesta terça-feira (09/07) o Gabinete de Gestão Integrada das Eleições 2018. O Gabinete tem como função tratar as demandas e ocorrências relacionadas às eleições, de modo que o processo eleitoral (votação, apuração e totalização de resultados) transcorra de forma segura e eficiente.

Ele é composto por membros do TRE, órgãos de segurança pública (Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros); concessionárias de serviços públicos (Energisa; Águas Cuiabá, Embratel, Oi) e outros órgãos ou empresas com atuação importante para o Processo Eleitoral, como Correios; Funai; Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano de Cuiabá e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Na reunião de instalação, o desembargador Márcio Vidal, destacou a responsabilidade social de cada uma das instituições que compõem o Gabinete, com a lisura, a transparência e a eficiência das eleições. Ele foi além, ressaltando que neste ano o cenário é diferente do enfrentado em eleições passadas, o que torna ainda maior a responsabilidade do Gabinete de Gestão Integrada das Eleições (GGI).

“Estamos vivendo um momento histórico. Esta eleição, pelo cenário que estamos observando, promete ser diferente dos pleitos passados. Se as pessoas observassem as regras, obviamente que não haveria a necessidade de uma preocupação, de um trabalho, de um estudo mais apurado que está a se exigir. Contudo, os senhores sabem que o país passa por dificuldades. Outros países já viveram isso e eles tiveram a sabedoria e a inteligência de reverter esse quadro. Aqui também pretendemos reverter. É plenamente possível, com a cooperação e integração de todos, revertermos esse quadro tão desanimador e ao mesmo tempo muito desafiador”, disse o desembargador, ao conclamar a todos para uma atuação firme no combate à corrupção, não apenas a eleitoral, mas qualquer tipo de corrupção.

O desembargador chamou a atenção das instituições parceiras para a necessidade de se investir no serviço de inteligência. “Haverá tentativas de burlar a lei, talvez em número maior do que foi no passado. Precisamos ter um planejamento sério, um mapeamento e uma integração com as diversas instituições no serviço de informação”.

O Gabinete de Gestão Integrada das Eleições será coordenado pelo juiz Lídio Modesto da Silva Filho, que acumula a experiência de ex-juiz auxiliar da presidência do TRE (eleições 2010 e 2016) e também já realizou o mesmo trabalho em três pleitos.

 

 

Policiais poderão votar em trânsito, em qualquer município de MT

 

O diretor geral do TRE-MT, Nilson Fernando Gomes Bezerra, destacou que o Tribunal está empenhado em garantir condições para que todos os policiais e demais profissionais que estiverem à serviço da Justiça Eleitoral no dia da eleição possam exercer o direito ao voto, mesmo se estiverem fora do seu domicílio eleitoral.

Ele explicou que em municípios com mais de 100 mil eleitores como Cuiabá, Várzea Grande e Sinop, haverá postos para colher voto em trânsito. E os profissionais que estiverem à disposição da Justiça Eleitoral em outros municípios do Estado, fora do seu domicílio eleitoral, poderão exercer o direito ao voto mediante solicitação de habilitação junto à Justiça Eleitoral. “Para isso é necessário que as corporações definam o mais rápido possível onde cada policial estará no dia da eleição e envie esta listagem à Justiça Eleitoral”, disse o diretor geral.

Qualquer eleitor pode requerer o voto em trânsito entre 17 de julho e 23 de agosto. Dentro do Estado é possível votar em trânsito para qualquer um dos cargos em disputa (deputado estadual, federal, senador, governador e presidente). Fora do Estado é possível votar apenas para presidente e seu vice. Não existe voto em trânsito para eleitor brasileiro no exterior. Clique aqui para ler mais sobre o voto em trânsito http://www.tre-mt.jus.br/imprensa/noticias-tre-mt/2018/Julho/eleitor-pode-requerer-o-voto-em-transito-no-periodo-de-17-de-julho-a-23-de-agosto.

 

 

Números das Eleições 2018

 

 

O juiz coordenador do GGI, Lídio Modesto da Silva Filho, apresentou os números estimados das Eleições 2018.

Mato Grosso possui 2.330.280 eleitores, que votam em 1.481 locais de votação. São ao todo 8.020 seções, sendo que cada urna eletrônica representa uma seção eleitoral.

Serão ao todo 35.312 convocados (mesários, membros de junta eleitoral, coordenadores de local de votação, motoristas, merendeiras); 3.861 agentes de segurança; e 1.190 autoridades eleitorais, servidores e terceirizados. Além destes há os pilotos de avião, piloteiros de barco e demais servidores públicos à serviço da Justiça Eleitoral. Ao todo, a eleição mobiliza quase 45 mil pessoas.

Nas eleições 2018 há previsão de utilizar 1.800 carros, 30 caminhões, 10 aeronaves, cinco barcos e 13 motos.

 

 

  Últimas

10/07/2018 - 18h17
Primavera do Leste é considerada destaque em saúde pública na região
10/07/2018 - 18h17
Não vão nos calar, diz governador sobre adversários que tentam barrar redes sociais
10/07/2018 - 18h17
Prefeitura planeja maior evento de sustentabilidade das Américas
10/07/2018 - 18h17
Justiça libera banho na Salgadeira
10/07/2018 - 18h17
Facebook de Pedro Taques volta a ser atacado pela oposição
© 2011 - Todos os direitos resevados a News Cuiabá
Fale conosco: contato@newscuiaba.com.br
JobDigital